quinta-feira, outubro 05, 2006

 

Tal Qual de volta

Era mais para pedir desculpa, por não ter escrito por esse tempo todo, espero agora voltar a escrever para este espaço regularmente.

A todos um grande abraço.

quinta-feira, agosto 11, 2005

 

Coisas da mudança

Era só para dizer que estou bem. Mudar de casa não é nada fácil, muito mais mudar de país, da terra, de amigos e tudo isso. Estou a falar de saudades dos amigos que durante seis anos partilhamos muita coisa.
Graças a Deus encontrei bem a minha familia e os amigos de infância bem como os do liceu.
Depois de essa pausa espero voltar a escrever para este espaço com alguma regularidade.
Abraços

sexta-feira, junho 24, 2005

 

Progreeso Espiritual

O nosso progresso espiritual também passa por avaliarmos como estamos firmados na Rocha, Cristo.

"Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele, nele radicados, e edificados, e confirmados na fé, tal como fostes instruídos, crescendo em ações de graças."
colossenses 2:6-7

quarta-feira, junho 22, 2005

 

Sinagoga de Lisboa

No sábado 18 de Junho eu e os meus colegas visitamos a sinagoga de Lisboa. Logo à entrada fomos confrontados com grandes desafios de segurança, a confirmação da nossa identificação bem como advertência sobre o que não se podia fazer durante o culto. Depois de termos recebido toda a informação necessária, separamos das raparigas por não poderem elas assistir o culto na mesma zona que os homens.
Durante a primeira metade do culto de um pouco menos de quatro horas, foi só a louvar a Deus através da leitura dos salmos. As leituras eram seleccionadas e o louvor era essencialmente bendizer o nome do Senhor. Lembravam a bondade de Deus para com os seus pais, as promessas que Deus os havia feito, a fidelidade de Deus para com eles e o sustento providenciado etc... Foi isso que muito chamou a minha atenção.

A leitura do Torá na segunda parte do culto foi solene, com marchas bem orientadas, leituras e música. Foi o rabi que dirigiu essa fase do culto. No decurso da leitura do Torá ele abençoava as pessoas presentes e estes depois de recebida a bênção cumprimentavam os presentes com muita gentileza.

Um outro pormenor que chamou também a minha atenção foi a solenidade do culto contrastada por uma simplicidade por parte dos que participavam nos actos do culto. Esta atitude pode ser resumida em duas palavras: formalidade/informal, pois era o misto das duas coisas.
A apesar do louvor fiquei muito tempo a pensar se é possível louvar a Deus Pai sem louvar a Cristo a expressão visível do pai que habitou entre os humanos.

“Veio para o que era seu, e os seus não o receberam”, por isso,

· “Quando ia chegando, vendo a cidade, chorou e dizia: Ah! Se conheceras por ti mesma, ainda hoje, o que é devido à paz! Mas isto está agora oculto aos teus olhos.
Pois sobre ti virão dias em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras e, por todos os lados, te apertarão o cerco; e te arrasarão e aos teus filhos dentro de ti; não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não reconheceste a oportunidade da tua visitação”.

segunda-feira, junho 20, 2005

 

BOM É RENDER GRAÇAS AO SENHOR

A fidelidade é um entre outros atributos de Deus. A fidelidade de Deus se manifesta na vida dos que nele crêem e esperam. Pois Deus é amor e misericordioso.

"As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade". Lam. Jeremias 3:22-24

Louvado seja “ao Rei eterno, imortal, invisível, Deus único, honra e gloria pelos séculos dos séculos". I Tm. 1:17

Adoro-te Deus pela tua fidelidade e por tudo o que és e representas para mim.

terça-feira, junho 07, 2005

 

Doutrina Bíblica X

"Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos".

"Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis";

"Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome";

"Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra".
Salmos 19:1; Romanos 1:20; João 1:12 e Filipenses 2:9,10.

Eu sou da opinião que as escrituras falam por si, cada vez que paro para meditar nelas, mais me convenço que a Bíblia só pode ser a palavra de Deus, pois, nela está impregnada uma riqueza e glória impressionante.


sábado, junho 04, 2005

 

Doutrina Bíblica IX

Um das coisas que eu acho piada na cena dos Blogs, é a oportunidade de poder exprimir o que pensamos e sentimos e sobretudo poder partilhar com outros os nossos pensamentos e sentimentos. Mas mais do que isso, é a interacção que isso proporciona.

Aqui vai uma frase para darem a vossa opinião: “Na teologia nunca se sabe se fomos apanhados ou se apanhamos os outros” Karl Barth

This page is powered by Blogger. Isn't yours?